Um funcionário do governo dos Estados Unidos disse que o tio do presidente dos EUA, Barack Obama, recebeu de um juiz a ordem de deportação e precisa deixar o país após ter vivido na América do Norte durante quase duas décadas. O tio de Obama, Onyango, de 67 anos, foi detido na semana passada pela polícia em Massachusetts após ser flagrado por uma patrulha rodoviária enquanto dirigia embriagado. Onyango é natural do Quênia.

O funcionário, que falou sob anonimato, disse que uma ordem de deportação foi emitida contra Onyango Obama, o qual vive nos EUA como imigrante clandestino desde 1992.

Onyango é meio-irmão do falecido pai do mandatário americano. Onyango declarou-se inocente da acusação de dirigir embriagado e agora está encarcerado em um centro de detenção para imigrantes clandestinos. O advogado do idoso não quis comentar o caso. A Casa Branca também não fez comentários.

As informações são da Associated Press.