Pelo menos 45 pessoas foram mortas após uma violenta tempestade gerar tornados em vários Estados do sul dos Estados Unidos, informou a mídia local ontem.

Os tornados deixaram uma rota de destruição na Carolina do Norte no sábado, destruindo casas e lojas e causando falta de energia, informou a emissora de televisão NBC.

As tempestades derrubaram árvores e linhas de transmissão de energia, destruíram telhados de casas e danificaram caminhões em rodovias. A governadora da Carolina do Norte, Beverly Perdue, declarou estado de emergência e disse que a série de tempestades foi a mais violenta desde 1984, quando vários tornados mataram 42 pessoas.Desde a sexta-feira, pelo menos 62 tornados foram registrados na Carolina do Norte, que parece ter sido um dos Estados mais atingidos, com 21 mortes.

Mais de 20 tornados foram registrados nos Estados de Mississippi e Alabama, no sul dos EUA, na sexta-feira. Um dia antes, 15 ciclones haviam atingido Oklahoma, Kansas e Texas, informou o Serviço Nacional de Meteorologia norte-americano. Na sexta-feira, o Arkansas e a Geórgia foram atingidos, segundo a imprensa norte-americana.

Uma área particularmente atingida foi a capital da Carolina do Norte, Raleigh, onde dezenas de casas foram destruídas. Também foram contabilizadas várias mortes e falta de energia em boa parte desse Estado.

Os problemas no tempo começaram no fim da quinta-feira em Oklahoma, deixando uma trilha de mortes e destruição. Na sexta-feira e no sábado, os problemas ocorreram em vários Estados.

Entre as sete pessoas mortas no Alabama estavam uma mãe e suas duas filhas, que estavam abrigadas em um trailer quando este foi atingido por um tornado, segundo funcionários.

A potente tempestade avançou para o Oceano Atlântico no início do domingo, segundo meteorologistas do Centro Nacional de Previsão de Tempestades. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.