Milão, 25 – Um tribunal da Itália decidiu que o estatuto de limitações expirou em um caso de corrupção contra Silvio Berlusconi, dando ao ex-primeiro-ministro mais uma vitória em uma série de processos judiciais que tem enfrentado. Berlusconi não estava presente no tribunal quando os três juízes anunciaram o veredicto, depois de cerca de duas horas de deliberação.

O ex-premiê era acusado de pagar ao advogado britânico David Mills US$ 600 mil para mentir durante dois julgamentos nos anos 1990 para proteger o político e sua empresa Fininvest de acusações relacionadas a seus negócios. Os advogados de Berlusconi argumentavam que o caso deveria ser rejeitado porque o estatuto de limitação havia expirado. As informações são da Associated Press.