O principal tribunal da França decidiu nesta sexta-feira que os prefeitos do país não podem se recusar a conduzir casamentos de pessoas do mesmo sexo, por mais que aleguem que a cerimônia vai contra suas crenças religiosas ou morais.

A decisão do Conselho Constitucional ocorreu depois que prefeitos entraram com um recurso de apelação contra a legislação de cinco meses atrás que legaliza os casamentos gays. Fonte: Dow Jones Newswires.