Um tiroteio entre supostos militantes líbios da Al-Qaeda e soldados da Tunísia terminou com dois suspeitos e dois soldados mortos nesta quarta-feira, informaram funcionários do setor de segurança. Os supostos militantes estavam com cinturões de explosivos e eram “terroristas fortemente suspeitos de pertencer à rede Al-Qaeda”, afirmou um funcionário do setor de segurança tunisiano. O confronto ocorreu em Rouhia, 200 quilômetros ao norte de Túnis.

A fonte se recusou a divulgar as nacionalidades dos supostos militantes. Outro funcionário do setor de segurança, porém, disse que eles possuíam passaportes líbios. Um guarda pediu o apoio do Exército após suspeitar dos homens, disse um dos funcionários. Quando os militares chegaram, “dois líbios começaram a disparar e houve uma troca de tiros entre o Exército e esses dois homens”, afirmou uma fonte. Um soldado e um coronel tunisianos foram mortos, bem como os dois suspeitos com os passaportes líbios. As informações são da Dow Jones.