As tropas sírias conduziram ofensiva próximo à fronteira com o Líbano neste sábado, com pesados bombardeios contra uma cidade sob domínio de forças da oposição, forçando residentes a atravessar a fronteira em busca de segurança, disseram ativistas.

A TV estatal síria informou que as tropas mataram vários membros do grupo Jabhat al-Nusra, ligado ao Al-Qaeda, na aldeia de Rima Farms, próximo à cidade de Yabroud. Segundo a reportagem, grande quantidade de munição foi destruída pelas forças do governo.

Amer al-Qalamouni, ativista que se encontrava na área, disse à Associated Press via Skype, que o clima ruim evitou um ataque aéreo. Ele acrescentou que o ataque foi feito com o uso de artilharia, morteiros e tanques. Segundo ele, as tropas do governo receberam o apoio do grupo militante libanês Hezbollah, que abertamente declarou estar ao lado do exército de Bashar al-Assad na luta contra as forças de oposição ao regime. Ele disse que a guerra na região está concentrada nas proximidades de Rima Farms e Qastal.

O exército sírio junto com os homens do Hezbollah têm conduzido uma ofensiva esmagadora na região de Qalamoun desde o começo de dezembro. Yabroud, que tem uma grande população cristã, é a última cidade na região que ainda está sob controle da oposição.

De acordo com o médico sírio Kasem Alzein, que vive na cidade de Arsal, na fronteira com o Líbano, seis feridos foram trazidos da Síria para tratamento neste sábado. Era ainda possível ver uma longa fila de carros e caminhões com pessoas fugindo para o Líbano, segundo ele. Alzei informou que cerca de mil famílias e aproximadamente 35 feridos haviam chegado em Arsal nos últimos dois dias. A população da cidade dobrou nos últimos dois anos por conta dos refugiados sírios.

Na capital síria, Damasco, a TV estatal mostrou o oficial palestino, Anwar Raja, dizendo que os oficiais entraram no campo de refugiados em Yarmouk no sábado para se certificarem de que os rebeldes haviam deixado o campo. As autoridades sírias permitiram a chegada de centenas de pacotes de alimentos no campo nas últimas semanas sob a condição de que não houvesse a presença de homens armados não palestinos no campo. Fonte: Associated Press.