O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, considera “seriamente” ordenar a mudança da embaixada norte-americana em Israel da capital Tel Aviv para Jerusalém, afirmou ontem o vice-presidente, Mike Pence.

“Após décadas de falatório, o presidente dos EUA está considerando seriamente mover a embaixada para Jerusalém”, disse Pence ao Comitê de Assuntos Públicos Israelense e Americano (AIPAC, na sigla em inglês), um poderoso grupo de lobby pró-Israel. Os comentários foram relatados pela revista Newsweek.

A mudança, que pode ser entendida como um reconhecimento efetivo da cidade, hoje dividida entre o lado palestino e o israelenses, beneficiaria os políticos de linha dura de Israel e vai contra a postura histórica norte-americana sobre a situação.

Hoje, o ministro de Relações Exteriores da Jordânia afirmou que dirigentes de várias nações árabes adotaram unanimemente mais de uma dezena de resoluções políticas, incluindo uma que rejeita medidas unilaterais que “colocam em risco o status legal e histórico de Jerusalém”. Estas resoluções devem formalmente aprovadas ao longo dessa semana, durante a reunião de líderes da região no país.(Marcelo Osakabe, com informações da Associated Press)