O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras, apontou para um “novo começo” nas relações com a Rússia em sua primeira visita oficial a Moscou nesta quarta-feira, uma rara visita de um líder europeu ao país em meio ao lento progresso nas negociações entre o governo grego e a União Europeia sobre uma nova parcela de ajuda.

Agradecendo a visita de Tsipras ao Kremlin, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse que o encontro “acontece no momento certo” e que os dois países devem buscar formas de aumentar o comércio bilateral.

O governo de Tsipras não está à procura de ajuda financeira da Rússia, disseram as autoridades, até porque Moscou também luta contra uma crise econômica. No entanto, Atenas pediu um desconto sobre o gás russo. Além disso, os líderes disseram que vão discutir uma possível retirada de um embargo russo às importações de alimentos da Grécia. Nenhum acordo é esperado para hoje.

“O objetivo da minha visita é tentar em conjunto realizar um novo começo em nossas relações”, disse Tsipras, em comentários traduzidos pelo Kremlin.

Tsipras e outros ministros gregos criticaram as sanções da União Europeia contra a Rússia por seu papel na crise da Ucrânia.

Autoridades russas dizem que estão considerando a remoção de um embargo aos produtos agrícolas gregos que foi imposto à União Europeia em julho, em resposta às sanções ocidentais contra a Rússia. Um porta-voz da Comissão Europeia disse na terça-feira que o bloco deve falar em “uma só voz” nas negociações comerciais. Fonte: Dow Jones Newswires.