Pelo menos 4 pessoas morreram e duas estão desaparecidas no Japão devido aos ventos fortes e as chuvas torrenciais causadas pelo tufão “Roke”, que obrigou a evacuação de quase 6 mil pessoas e deixou até o momento cerca de 8 mil residências sem eletricidade. Às 10h locais de hoje (22h de terça-feira em Brasília), o país já computava cerca de 800 casas inundadas. Às 11h locais (23h de terça-feira em Brasília), o tufão “Roke” se encontrava próximo da península ao sul de Kii e avançava a nordeste trazendo fortes chuvas e ventos de até 216 Km/h.

Um porta-voz da Agência Meteorológica do Japão, entidade que mantém o “estado de alerta” em praticamente todo o país, disse que se espera que o tufão chegue a Tóquio perto das 18h locais (6h em Brasília), e possivelmente siga na direção nordeste. Está previsto que o “Roke” alcance às 21h locais (9h em Brasília) a Província de Fukushima, região afetada pela catástrofe de 11 de março, onde está a central nuclear de Fukushima Daiichi, epicentro da crise nuclear gerada após o terremoto e tsunami que afetaram a região. Hoje, as companhias aéreas anunciaram o cancelamento de 278 voos, e os serviços ferroviários também foram suspensos. As informações são da Dow Jones.