O primeiro-ministro interino da Tunísia, Beji Caid Essebsi, anunciou nesta segunda-feira um novo governo, sem membros do regime do presidente Zine El Abidine Ben Ali, derrubado em janeiro em um levante popular. O novo governo interino, com 22 nomes, foi chamado de “autoridade pública” e inclui cinco novos ministros e duas mulheres.

<Noticias Relacionadas>

A retirada do governo de figuras do regime de Ben Ali era uma exigência dos manifestantes que continuaram a protestar após a queda do líder autoritário, em 14 de janeiro. Em meio aos protestos, o primeiro-ministro interino anterior, Mohammed Ghannouchi, e dois outros ministros que participaram do governo de Ben Ali renunciaram na semana passada. Dois ministros da oposição pediram demissão dias depois.

Além disso, o Ministério do Interior anunciou a dissolução do Departamento de Segurança Estatal, que tinha uma polícia política bastante odiada, acusada de espionar e perseguir cidadãos durante o regime de Ben Ali. O anúncio foi saudado por manifestantes. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.