O ministro de Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, disse nesta quinta-feira em seu perfil no Twitter que “ninguém manda na Turquia. Nunca iremos tolerar ameaças de ninguém”. O chanceler afirmou, ainda, que “o estado de direito é para todos, sem exceção”.

A declaração veio após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmar, também no Twitter, que Washington irá impor “grandes sanções” à Turquia pela “longa detenção” do pastor Andrew Brunson, solto ontem após ser preso em meio à repressão no país euro-asiático na sequência de uma tentativa de golpe em solo turco em 2016.