A Turquia está trabalhando com os Estados Unidos para coordenar a retirada das forças norte-americanas da Síria, mas segue “determinada” em limpar o nordeste sírio dos combatentes curdos aliados dos norte-americanos, segundo o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu.

“Se a Turquia diz que vai entrar em Manbij, entrará”, afirmou Cavusoglu nesta terça-feira. Seus comentários vêm em meio a relatos de que rebeldes sírios apoiados pela Turquia se preparam para uma operação militar na região da cidade de Manbij, que é controlada por combatentes curdos.

Há semanas a Turquia ameaça lançar uma nova ofensiva contra milícias lideradas pelos curdos que impediram o avanço do Estado Islâmico no norte e leste da Síria com o apoio de uma coalizão liderada pelos EUA. Ankara vê as forças curdas como terroristas por suas ligações com a insurgência curda dentro da Turquia.

O presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou a retirada das forças norte-americanas da Síria após um telefonema com o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, no início deste mês. Fonte: Associated Press.