Um tribunal turco determinou hoje que 29 suspeitos, detidos na semana passada sob a acusação de terem ligações com a rede terrorista Al-Qaeda, deverão enfrentar julgamento, informou a agência estatal de notícias Anatólia. O tribunal determinou também que 14 dos suspeitos fiquem detidos e 15 recebam liberdade condicional enquanto aguardam julgamento.

Os promotores disseram que as acusações contra os 29 suspeitos serão detalhadas à medida que o julgamento evoluir. Eles foram detidos em operações conduzidas na sexta-feira, 16, na cidade de Adana, no sul do país, em Istambul e na província de Canakkale.

Segundo a polícia, seis dos suspeitos detidos em Adana estiveram em campos de treinamento da Al-Qaeda no Afeganistão. As informações são da Dow Jones.