A polícia da Turquia prendeu 12 pessoas suspeitas de vínculos com a Al-Qaeda e apreendeu armas e explosivos em uma série de ações, informou a agência de notícias Anatólia. Os suspeitos estavam aparentemente preparando ataques quando foram presos em incursões simultâneas das forças de segurança em Istambul e em Van, no leste do país, informou a agência no fim do dia de ontem, sem citar suas fontes.

A polícia turca regularmente realiza ações contra suspeitos de apoiar a Al-Qaeda, desde que duas ações suicidas na maior cidade do país, Istambul, foram realizadas em novembro de 2003. Uma célula turca da rede extremista foi apontada como responsável pelos ataques, que mataram 63 pessoas, incluindo um cônsul britânico. Sete homens foram detidos e condenados à prisão perpétua por esses ataques em 2007. As informações são da Dow Jones.