O primeiro-ministro da Turquia, Ahmet Davutoglu, disse que o país vai devolver o corpo do piloto russo que morreu quando um caça turco abateu um avião de guerra da Rússia, no último dia 24. Segundo ele, o corpo foi levado para a província de Hatay, na fronteira com a Síria, na manhã deste domingo e será enviado por avião para a Rússia. Ainda de acordo com o líder, a igreja Ortodoxa em Hatay realizou os ritos religiosos para o piloto.

A Turquia abateu o avião russo na última terça-feira, após a aeronave, que realizava operações militares na Síria, supostamente ter invadido seu espaço aéreo e ignorado diversos sinais de alerta. Os dois pilotos que estavam a bordo se ejetaram, mas foram atacados em solo por rebeldes sírios. Um deles, Oleg Peshkov, morreu.

Ontem, o presidente russo, Vladimir Putin, propôs a adoção de sanções contra a Turquia. O pedido foi publicado em forma de decreto no site do governo russo, horas depois de o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, ter expressado pesar sobre o incidente, se dizendo “verdadeiramente entristecido”. Fonte: Associated Press.