A Ucrânia nomeou o ex-presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, ao cargo de governador da região de Odessa. O anúncio foi feito pelo presidente do país, Petro Poroshenko, no website do governo. O principal porto da Ucrânia fica em Odessa e a região é considerada estratégica por ser a maior cidade entre a península da Crimeia, anexada pela Rússia, e a região separatista de Transdniester, cujos rebeldes são apoiados pelos russos.

Apesar de a capital de Odessa não estar sob conflito armado, as tensões entre nacionalistas e cidadãos favoráveis à Rússia tem aumentado. A nomeação de Saakashvili pode agravar as relações com a Rússia, que já estão no limite devido à questão da Crimeia e à disputa territorial no leste da Ucrânia.

Sob o comando de Saakashvili, a Geórgia entrou em guerra com a Rússia em 2008, na qual perdeu o controle de dois territórios reivindicados por separatistas apoiados pelos russos. O novo governador também é acusado de ter cometido abuso de poder no exercício de suas funções. No mês passado, a Ucrânia rejeitou um pedido da Geórgia para extraditá-lo.

O Kremlin ainda não se posicionou oficialmente a respeito da decisão, mas um dos líderes separatistas na Ucrânia, Andre Purgin, afirmou que a nomeação é uma “zombaria e um passo sem precedentes”. Fonte: Associated Press.