A Ucrânia matou três manifestantes pró-Rússia, feriu outros 13 e prendeu 63 durante um confronto em uma base da guarda nacional na cidade de Mariupol, informou o ministro do Interior, Arsen Avakov, em relato no Facebook.

Os militares recusaram as demandas dos manifestantes e atiraram para o alto como sinal de alerta. Quando os manifestantes tentaram invadir a base mediante um ataque agressivo, os oficiais abriram fogo, disse o ministro.