O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, viajará a Bruxelas para se reunir com graduadas autoridades da União Europeia antes do fim do mês, afirmou a porta-voz da Comissão Europeia nesta terça-feira. A declaração é dada em meio ao aumento da violência no leste ucraniano.

Poroshenko conversou na manhã desta terça-feira com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker. A dupla discutiu a situação na Ucrânia e a implementação do cessar-fogo fechado em Minsk, disse a porta-voz da UE Annika Bredthardt.

Os governos russos e ucranianos trocaram acusações na segunda-feira por causa do aumento na violência no leste ucraniano. O presidente russo, Vladimir Putin, realizou uma visita à península da Crimeia, no Mar Negro, anexada por Moscou do vizinho no ano passado.

Os rebeldes apoiados pela Rússia e as forças ucranianas intensificaram os confrontos nos últimos dias, apesar do cessar-fogo fechado em fevereiro. O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, culpou o governo ucraniano, dizendo que as forças de Kiev aparentemente preparam uma nova ofensiva. Poroshenko culpou Putin pela escalada, durante a visita do líder russo à Crimeia na segunda-feira.

Desde o início do conflito na Ucrânia, há 18 meses, a UE impôs uma série de sanções contra a Rússia por sua responsabilidade na violência. Fonte: Dow Jones Newswires.