A taxa de mortalidade infantil no Uruguai caiu para 7,71 óbitos por mil nascimentos em 2010, informou nesta terça-feira o Ministério da Saúde do país. Em 2009, segundo o Ministério da Saúde, a taxa de mortalidade infantil no Uruguai era de 9,56 óbitos para cada mil nascimentos.

O governo atribui a “tendência de redução” da mortalidade infantil a uma “combinação de ações adequadas no setor de saúde com a melhora das condições de vida da população”.

O ministro uruguaio do Trabalho e Previdência Social, Eduardo Brenta, celebrou a queda como “uma conquista das políticas sociais em geral”. O Uruguai tem atualmente a terceira menor taxa de mortalidade infantil da América Latina, atrás somente de Cuba e Chile. As informações são da Associated Press.