Subiu para 17 o total de mortos e para 80 o de feridos durante uma confusão e a fuga em massa dentro de um túnel lotado com fãs de música techno no evento Love Parade, em Duisburg, no oeste da Alemanha. A polícia ainda tenta determinar exatamente o que aconteceu, mas segundo o comissário Juergen Kieskemper, a situação estava “muito caótica”. Ele contou que a corporação fechou a área onde a parada ocorria porque já estava lotada. A polícia teria pedido às pessoas, por alto-falante, que voltassem atrás, antes que o pânico tivesse início.

A agência de notícias alemã DAPD informou que as vítimas foram esmagadas dentro do grande túnel que dava acesso ao local do evento e que os trabalhadores dos serviços de emergência tiveram dificuldade para chegar até elas.

Udo Sandhoefer, um dos participantes da Love Parade, disse à rede de televisão N-TV que mesmo que ninguém pudesse mais entrar no túnel, as pessoas tentavam. “Em algum momento as pessoas ficaram presas, provavelmente porque tudo estava lotado à frente e nós vimos que as primeiras já começavam a cair no chão”, contou.

“Foi ficando cada vez mais apertado, minuto a minuto, e em certo momento todo mundo simplesmente queria sair dali”, disse outra testemunha do tumulto, que não foi identificada. “As pessoas simplesmente foram sendo pressionadas umas contra as outras até que começaram a cair.”

As autoridades da cidade decidiram, em reunião de crise, deixar que a parada continuasse para que se evitasse mais pânico e um novo movimento de fuga em massa, disse o porta-voz da cidade, Frank Kopatschek.

A Love Parade surgiu de uma manifestação pela paz ocorrida em 1989 em Berlim e chegou a atrair 1,5 milhão de pessoas em seu auge, em 1999. Desde 2007 é realizada na região industrial do vale do rio Ruhr e nos últimos anos vinham enfrentando problemas financeiros e tensão com autoridades da cidade.