Autoridades revolucionárias da Líbia disseram ter encontrado uma vala comum com os restos de 1.270 presos mortos pelo regime de Muamar Kadafi em um massacre em 1996. O local fica próximo à prisão de Abu Salim, em Trípoli, onde as vítimas foram mortas em 26 de junho de 1996 depois de protestarem contra as condições no local.

O anúncio foi feito no domingo pelo médico Ibrahim Abu Sahima, do comitê do governo que supervisiona a busca pelas vítimas do antigo regime. Ele explicou que investigadores encontraram a vala há duas semanas, depois de receberem informações de autoridades do regime capturadas e de testemunhas. Autoridades vão pedir ajuda internacional para identificar os restos mortais. As informações são da Associated Press.