Autoridades do Iraque informaram que encontraram mais três valas coletivas na cidade de Sinjar, no norte do país, onde forças curdas apoiadas pelos ataques aéreos dos EUA expulsaram militantes do Estado Islâmico neste mês. Segundo Qasim Simo, chefe dos serviços de segurança, as novas valas devem conter entre 80 e 100 corpos. Outras duas valas já haviam sido encontradas anteriormente.

O Estado Islâmico capturou Sinjar em agosto de 2014 e começou a matar e escravizar membros da minoria religiosa Yazidi. No mês passado, a coalizão internacional liderada pelos EUA iniciou os bombardeios contra as posições do grupo extremista.

Enquanto isso, no Egito o Estado Islâmico assumiu a autoria de um atentado nos subúrbios do Cairo que deixou quatro policiais mortos. Uma declaração veiculada por apoiadores do grupo neste domingo prometeu continuar atacando “os soldados do tirano”, em uma referência o presidente Abdel-Fattah el-Sissi, que liderou o golpe que derrubou o presidente Mohammed Morsi, em 2013. Fonte: Associated Press.