Os Estados Unidos vão concentrar os trabalhos na Síria para reduzir a influência do Irã no país, afirmou nesta quarta-feira o secretário de Estado americano, Rex Tillerson. A declaração foi feita em um discurso que marca uma mudança na estratégia da diplomacia de Washington para a nação em guerra civil.

“O Irã reforçou drasticamente a sua presença na Síria ao implantar lá membros das tropas da Guarda Revolucionária do Irã, apoiando o Hezbollah libanês e importando forças mercenárias do Iraque, Afeganistão, Paquistão e de outros lugares”, disse Tillerson.

O secretário de Estado acusou ainda o Irã de gastar bilhões para sustentar o presidente sírio, Bashar al-Assad. Fonte: Associated Press.