A Volkswagen informou que manipulou testes de emissão de poluentes de veículos também na Europa, disse nesta quinta-feira o ministro dos Transportes da Alemanha, Alexander Dobrindt.

“Nós fomos informados de que houve carros a diesel 1.6 e 2.0 litros que foram afetados na Europa”, disse Dobrindt a jornalistas em Berlim. “Continuaremos a trabalhar intensivamente com a Volkswagen para descobrir quais veículos são afetados” pela fraude, afirmou ele.

Na terça-feira, a Volks revelou que até 11 milhões de carros continham um software que fraudaria testes de emissão e que estavam sujeitos a um recall global. A companhia emitiu um alerta de lucro e revelou que separou 6,5 bilhões de euros (US$ 7,27 bilhões) para cobrir os custos relativos ao problema.

O Ministério dos Transportes alemão também está investigando veículos de outras montadoras, como parte da apuração do escândalo da Volkswagen, disse o ministro.

Um porta-voz da Volkswagen apenas lembrou o comunicado da empresa do dia 22, no qual ela informa que o software em questão também estava presente em outros de seus carros a diesel.

Dobrindt também disse esperar que seja fechado um acordo para nos próximos meses sobre testes das emissões dos carros na Europa, pelo qual essas análises não serão feitas em laboratório, mas nas ruas. Fonte: Dow Jones Newswires.