Após o terremoto de ontem, amigos e parentes ficaram sem informações sobre os militares brasileiros em missão no Haiti. “Tentei por e-mail, por MSN e uma meia dúzia de vezes por telefone”, disse José Roberto Consentino, sem esconder a preocupação. Os amigos dele, integrantes da 11.ª Brigada de Infantaria Leve, com sede em Campinas, já estavam se preparando para voltar ao Brasil.

De acordo com o Exército brasileiro, um avião com 130 soldados deveria aterrissar hoje, às 17 horas, na Base Aérea de Guarulhos, na Grande São Paulo, mas até as 23 horas de ontem não havia confirmação sobre a volta dos militares.