O primeiro-ministro da Espanha, José Luis Rodríguez Zapatero, anunciou hoje a reformulação de seu gabinete, com a nomeação de um novo ministro do Interior e um porta-voz do governo, após a saída do vice-primeiro-ministro Alfredo Perez Rubalcaba, que acumulava os três cargos. Zapatero disse que o vice-ministro de Interior, Antonio Camacho, foi promovido a titular da pasta. O ministro de Desenvolvimento, José Blanco, assume também como porta-voz do governo.

As nomeações são feitas após Rubalcaba se demitir, na semana passada. Ele planeja se concentrar em sua campanha pelo Partido Socialista Obrero Espanhol (PSOE) para o posto de primeiro-ministro.

As mudanças foram feitas para “manter a estabilidade, enfocar a recuperação econômica e fortalecer o emprego”, disse Zapatero. O premiê anunciou mais cedo neste ano que não buscará a reeleição, nas eleições marcadas para março do ano que vem. A popularidade do primeiro-ministro vem caindo, enquanto a Espanha luta para sair de uma recessão de dois anos, com o desemprego acima dos 20%.

Recentes pesquisas preveem uma vitória folgada do conservador Partido Popular, liderado por Mariano Rajoy. Rubalcaba busca o apoio dos eleitores de esquerda desiludidos com as medidas de austeridade do governo de Zapatero, tomadas para conter um dos maiores déficits orçamentários da Europa.

No sábado, Rubalcaba pediu que os bancos contribuam mais e que os ricos ajudem o país a sair de sua atual crise econômica. Ele disse que pretende retomar taxas sobre grandes lucros, reduzidas no governo de Zapatero. As informações são da Dow Jones.