O programa 181 ? Narcodenúncia, da Secretaria da Justiça e da Cidadania, se consolida como um programa do Governo do Estado que adquiriu grande credibilidade junto à população. Desde sua criação, em 16 de junho de 2003, foram realizados 28.650 atendimentos, sendo que 17.234 casos de tráfico de drogas foram solucionados e outros 11.416 estão em investigação. "O combate ao tráfico é uma das prioridades do atual governo. E nossa grande arma é a integração entre sociedade e polícia", comentou o governador Roberto Requião.

Pelo telefone 181, qualquer pessoa pode denunciar traficantes e comércio de entorpecentes, sem precisar se identificar. O secretário da Justiça e da Cidadania, Aldo Parzianello, destaca a participação das mulheres no programa, "são mães do Paraná que acreditam nas políticas públicas do Governo do Estado, para o combate e prevenção às drogas", concluiu.

O coordenador do programa, o tenente-coronel Jorge Costa Filho revelou que a intenção é ampliar o Narcodenúncia para os demais estados brasileiros, a exemplo do Mato Grosso do Sul, que implantou o sistema em novembro do ano passado, seguindo os moldes do Paraná. "O 181 é um número oficial disponibilizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), podendo ser usado em qualquer lugar do Brasil gratuitamente e mantendo o sigilo da identidade do denunciante", explicou Costa.

Apreensões

No primeiro balanço do ano, o 181 totalizou a apreensão de 81.335 pedras de crack no Paraná, em janeiro, o que representa um aumento de 882,31% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram retirados de circulação 2.694. No último dia 11 de janeiro, a Polícia Militar durante blitze da Operação Verão Costa Oeste e por meio de denúncias pelo 181, apreendeu 80 mil pedras de crack, na mala de uma pessoa, em Foz do Iguaçu. "Isso também comprova a eficiência e a credibilidade do programa, cujas denúncias são acatadas indistintamente e realizadas investigação", comentou o tenente-coronel Costa.

Em um ano e sete meses de implantação do Narcodenúnica foram apreendidos, no Paraná, 77 toneladas de maconha; 214 mil pedras de crack; 884 quilos de cocaína, entre outros entorpecentes. As polícias Civil, Militar, Federal e Rodoviária realizaram 258 apreensões de armas; 430 de veículos e a prisão de 2.913 homens, 498 mulheres e apreensão de 614 adolescentes, posteriormente encaminhados aos respectivos conselhos tutelares regionais.

A Secretaria da Justiça e da Cidadania mantém as estatísticas atualizadas no site www.pr.gov.br/narcodenuncia, divididas por regiões do Estado.