Mais 500 quilômetros de rodovias serão recuperados ainda neste ano pelo governo do Estado na região Norte do Paraná. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (29) em Londrina pelo secretário dos Transportes, Waldyr Pugliesi, e pelo diretor-geral do DER, Rogério Tizzot, que informaram que os serviços fazem parte de um amplo plano de restauração da malha viária paranaense.

“O trabalho feito até aqui foi grande e os serviços que vêm pela frente serão maiores ainda”, disse o secretário Waldyr Pugliesi. “O abandono das rodovias no governo passado gerou um passivo de cerca de 4 mil quilômetros de rodovias intransitáveis e, agora, é preciso recuperar o tempo perdido”.

Pugliesi lembrou que só no Norte do Estado perto de 800 quilômetros da malha rodoviária estavam praticamente destruídos. “Assim que isso foi diagnosticado, determinamos ao DER a elaboração de um plano de emergência para reverter o contínuo processo de degradação que atingia as rodovias paranaenses”.

Além do processo de estancamento da destruição, o governo iniciou em 2003 um programa de recuperação integral da malha. “Aqui na região Norte o resultado é visível: rodovias que antes eram praticamente intransitáveis já se encontram em melhores condições”.

Mais 600 km

Ainda segundo Pugliesi, o governo estadual possui um ampla programação de investimentos para todo o Paraná em 2004. “Só na região Norte devemos recuperar mais de 600 quilômetros de rodovias, devolvendo-as com uma condição de perfeita trafegabilidade”.

Pugliesi destacou diversos trechos entre os que devem passar por reformas no decorrer do ano. “Temos o exemplo da PR-090, que vai ser recuperada em três frentes diferentes, de Assaí até Santa Cecília do Pavão, de Santa Cecília do Pavão a Nova Santa Bárbara e de Nova Santa Bárbara a São Jerônimo da Serra, totalizando cerca de 50 quilômetros”.

O secretário disse ainda que a recuperação, além de fomentar a agricultura e garantir desenvolvimento da região, vai também dar condições de crescimento ao turismo. “A rodovia PR-437, entre Sertanópolis e Primeiro de Maio, é uma importante via turística do Paraná e está dentro do nosso cronograma de recuperação”, salientou.