placa.jpg

Começa nesta semana, nas principais vias de acesso da cidade, a instalação das 145 placas que vão garantir uma nova sinalização turística para Curitiba. A cidade será uma das primeiras do país a ter placas indicativas em duas línguas (português e inglês) e com os pictogramas (desenhos que representarão cada ponto turístico) reconhecidos internacionalmente de acordo com o que estabelece o Guia Brasileiro de Sinalização Turística, recomendado pela Embratur, Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e Denatran (Departamento Nacional de Trânsito). O investimento é de R$ 1,452 milhão e os recursos são resultado da parceria da Prefeitura de Curitiba e Caixa Econômica Federal.

A novidade começa pela Avenida das Torres (Comendador Franco) e deverá consolidar o interesse da cidade pelo desenvolvimento na área do turismo. "A sinalização existente atualmente orienta o motorista e o visitante de acordo com o bairro. Mas com o turista não pode ser assim. O turista se orienta por atrativo", explica o secretário do Instituto Municipal do Turismo, Luiz de Carvalho. "O padrão que adotamos é o mesmo de qualquer cidade do mundo, inclusive na cor e nos pictogramas", completa o secretário.

O projeto desenvolvido pelo Instituto Municipal do Turismo levou em conta as orientações do guia em relação ao tamanho, cor, altura das placas e o tipo de letra usado. Os pictogramas vão permitir a fácil identificação dos turistas estrangeiros.

A sinalização será implantada ao longo do mês quando a cidade receberá de cinco a seis mil visitantes que virão para a 3ª Reunião das Partes do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança (MOP3) e a 8a Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP8), eventos das Nações Unidas que acontecerão em Curitiba.

Na primeira fase do projeto serão identificados os acessos da cidade em relação aos cinco pontos turísticos mais visitados de Curitiba escolhidos de acordo com a análise dos dados da Linha Turismo e os indicadores dos postos de informações turísticas da cidade. Serão sinalizados, a partir das entradas da cidade, o Jardim Botânico, a Ópera de Arame, o Parque Tanguá, o bairro gastronômico de Santa Felicidade e o Centro Histórico. A nova sinalização vai levar o visitante até a sinalização antiga, já existente na cidade. Nas próximas etapas outros pontos de interesse do turista serão contemplados. "A tendência é substituir aos poucos", informa Luiz de Carvalho.

Inédita

A outra novidade da sinalização turística é o material usado na sua confecção. A empresa ganhadora da tomada de preços realizada pela Secretaria Municipal de Obras, Iasin Sinalização, precisou importar a película que está sendo usada na cobertura das placas feitas de alumínio.

A sinalização de Curitiba vai servir também ao lançamento mundial da película fabricada em Minnesota, nos Estados Unidos. Chamada de grau diamante cúbico, a película de alta refletividade tem também grande angularidade, o que permite que a pessoa leia o que está escrito nela não apenas se estiver longe, mas também se a pessoa estiver posicionada debaixo da placa, em ângulo de quase 90 graus.

Trinta funcionários da Iasin trabalham sem parar para concluir a implantação das bases (postes) e a colocação da película, que é feita em computador, mas exige muito cuidado na sua aplicação, que é feita manualmente, para não haver deformações. "Curitiba será uma referência para todas as cidades brasileiras. Hoje, o que existe no Brasil são placas compatibilizadas.

A primeira sinalização turística e bilíngüe será implantada em Curitiba", garante o engenheiro civil especializado em sinalização rodoviária e urbana e proprietário da empresa, Ívano Abdo, que presta serviços em todo o Brasil. "E este será um passo importante para Curitiba no incremento do turismo como uma indústria efetiva. Os visitantes que estarão na cidade em março vão se impressionar com o que vão ver nas ruas da cidade", garante o especialista.

Depois da Avenida das Torres a sinalização será colocada na BR 476 (antiga BR 116) no Pinheirinho (sentido Porto Alegre), no Atuba (sentido São Paulo) e próximo à Avenida Victor Ferreira do Amaral. Também será implantada a nova sinalização da cidade na BR 277 (próximo ao Parque Barigüi) e na BR 376.