O comandante da Polícia Militar, coronel David Pancotti, participou, nesta quarta-feira, da instalação do 19.º Batalhão de Polícia Militar ?Capitão João Alves da Rosa Filho?, em Toledo.

?O batalhão já nasce dentro da estratégia de policiamento comunitário, priorizando a ação com base no geoprocessamento das ocorrências. A partir desse referencial será a ação do policiamento que tende sempre a ser mais pró-ativo do que reativo?, adiantou o comandante, destacando a divulgação do Narcodenúncia 181 para combater o narcotráfico.

O novo batalhão terá dentro da sua área de abrangência 21 municípios. Eles serão atendidos inicialmente por três companhias ? a sede em Toledo, a 2.a Companhia em Marechal Cândido Rondon e a 3.a Companhia em Assis Chateaubriand.

Na prática, o novo batalhão reforça a segurança na área de fronteira na Costa Oeste até Guaíra e retira municípios da abrangência do batalhão de Foz do Iguaçu, que pode intensificar suas ação já que reduziu em oito o número de municípios em sua abrangência. O mesmo ocorre com o 6.º BPM, sediado em Cascavel, que fica com 13 municípios a menos.

Segundo o comandante do 19.a BPM, major Oscar Monteiro, a divisão facilitará a implantação dos programas de governo como, por exemplo, as vertentes do policiamento comunitário, representados pelos projetos de Policiamento Ostensivo Volante (Povo) e Patrulha Escolar Comunitária.

?O novo batalhão facilita a integração com a comunidade, porque deixa o policial mais próximo do cidadão?, definiu. ?Teremos também maior facilidade para desenvolver ações conjuntas com as polícias Federal, Civil e Rodoviária Estadual?, completou o capitão Wellynton Alves da Rosa, que estará à frente da 2.a Companhia, em Marechal Cândido Rondon.

Para o prefeito de Toledo, José Carlos Schiavinato, a instalação está de acordo também com o desenvolvimento da Região Oeste, maior centro do agronegócio do Estado. ?É importante para toda região de fronteira e justificado pela qualidade de vida que o nosso e os municípios da região oferecem?, avaliou.

A instalação oficial foi precedida por uma reunião entre o comando geral da PM e do batalhão com os prefeitos da região. Eles apontaram os maiores problemas de cada município e expressaram a expectativa em relação a divisão de abrangência. ?É uma atenção especial que o município necessitava em razão da sua localização estratégica?, ressaltou o prefeito de Guaíra, Fabiano Persi Vendruscolo.