O novo presidente da Varig, Arnim Lore, admitiu que ocorrerão demissões na empresa. “No momento em que se devolveu oito aeronaves, é razoável imaginar que haverá redução no quadro administrativo da empresa”, disse ele. Segundo Lore, há uma relação entre o número de aeronaves e o total de funcionários. Ele explicou que é necessário ter uma racionalidade nessa proporção.

O executivo entra na Varig em um momento de crise na companhia. Ele disse que em sua administração dará ênfase à saúde financeira da companhia. A Varig anunciou recentemente a devolução de 11 aeronaves e a contratação de quatro. Dessas quatro, três já entraram para a frota da empresa. (Correio Web/FolhaNews)