O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta segunda-feira (16), em entrevista nos bastidores de evento da Câmara Brasil-EUA para investidores, em Nova York, que o "País precisa fazer reforma tributária. A estrutura tributária não é boa nem eficiente".

Alívio tributário

As medidas de alívio tributário preparadas pelo governo para setores mais sensíveis à apreciação do real não devem afetar o nível da arrecadação, de acordo com Mantega. Em evento em Nova York, o ministro reiterou que as medidas estudadas pelo governo devem favorecer, principalmente, exportadores que fazem uso intensivo de mão-de-obra, atuando como uma compensação pela perda de competitividade causada pela valorização do câmbio.

A desoneração de impostos, afirmou em entrevista, deve compensar a valorização da moeda ao reduzir custos para setores como têxtil e de calcados. "Não dá para baixar contribuição para o INSS, por exemplo", ressalvou. "Vamos fazer redução da folha de pagamentos, mas não deve ter perda na arrecadação", acredita."A desoneração não levará ao desequilíbrio das contas publicas", completou.