Apesar de prometer um balanço mais preciso dos coletivos incendiados no domingo e na madrugada desta segunda-feira, o Corpo de Bombeiros admite que só na capital teriam sido, até por volta de 3h, pelo menos 40, sendo 18 na zona sul, 11 na norte e 11 na leste. Na Grande São Paulo, os ataques somaram 22: 14 na região do ABC, três em Guarulhos, dois em Suzano, um em Itapecerica da Serra e dois em Osasco. Em Campinas, no interior paulista, também houve cinco ônibus incendiados. Em nenhum dos casos houve vítimas, pois os criminosos, que teriam afirmado pertencer ao PCC, antes de atear fogo, exigiram que todos descessem dos ônibus.