Uma operação conjunta entre policiais militares e civis e uma equipe da Secretaria Municipal de Urbanismo, fez uma “varredura” na Praça Tiradentes e imediações, na tarde de sexta-feira (16). O trabalho reuniu cerca de 50 profissionais, entre eles policiais da Dinarc (Divisão de Narcóticos), Cope (Centro de Operações Policiais Especiais), Equipes da Ronda Ostensiva de Natureza Especial ? Rone ? e Companhia de Choque ? Canil.

Auxiliados com cães farejadores de drogas eles percorreram a Praça Tiradentes e a Rua Saldanha Marinho, considerados pontos perigosos da cidade. “O Estado vai retomar os pontos que já estavam consolidados pela prostituição, vadiagem e tráfico de drogas”, disse o delegado Luiz Antônio Zavataro, da Dinarc, adiantando que operações como esta vão se repetir, de surpresa, sem hora e dia marcados, “para livrar o anel central dos mais variados tipos de crimes. A rua tem que voltar a ser da população e não dos criminosos”.