Três das seis vítimas do acidente com o helicóptero da LRC Eventos ocorrido no domingo à tarde foram submetidas a uma cirurgia na coluna e passam bem, segundo a assessoria do hospital Sírio-Libanês, onde estão internadas. Os sul-africanos Israel Bloomberg, de 46 anos, que foi operado ontem à noite, e Richard Horton, de 35 anos, operado hoje de manhã, já estão nos quartos. O outro sul-africano que também estava a bordo da aeronave, Herman Polmann, de 38 anos, foi submetido a exames e a princípio não deverá passar por cirurgia.

O piloto do helicóptero, Guilherme Ferraz, de 31 anos, foi operado ontem de manhã e também já está no quarto, segundo o hospital. Os outros passageiros são os cariocas Aroldo Antonio Oliveira, de 45 anos, que não teve ferimentos e o filho dele, Aroldo Mendonça Neto, de 13 anos, que foi submetido a exames e também não necessitará de nenhum tipo de cirurgia. Segundo o hospital, nenhum paciente terá alta hoje.

O helicóptero de modelo Bell Long Ranger transportava cinco turistas que vieram a São Paulo assistir ao Grande Premio de Fórmula 1, no domingo. A aeronave os apanhou no Autódromo de Interlagos e os levava ao hotel Meliá Confort WTC Brooklin. No momento em que se preparava para pousar no heliponto do hotel, o piloto perdeu o controle e ainda tentou aterrissar em um terreno baldio, onde aconteceu a queda.