Porto Alegre – Representantes das comissões do Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela debatem nesta quinta e sexta-feira, na Assembléia Legislativa, em Porto Alegre, a criação do Parlamento do Mercosul, durante a I Jornada de Trabalho do Mercosul. Promovido pelas Comissões Parlamentares do Mercosul e de Assuntos Internacionais, o encontro também vai tratar de questões ligadas aos problemas de fronteiras entre os países do bloco econômico.

Segundo o presidente da Comissão Parlamentar Conjunta do Mercosul (CPCM), senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS), que  presidirá o debate, ?é necessário ampliar e fortalecer o bloco econômico para que a América Latina possa se desenvolver de forma harmônica e sustentável?. Ele também defende a ampliação do Cone Sul e acredita que a entrada da Venezuela no bloco ?abre caminho para que sua expectativa seja cumprida?.

O presidente da Comissão do Mercosul no estado, Reginaldo Pujol, também considera ?fundamental? o fortalecimento do bloco e a construção do Parlamento do Mercosul. Segundo ele, a formação de um legislativo composto por líderes dos países membros ?representa um avanço decisivo para a criação de mecanismos jurídicos que sustentem o Mercosul?. O deputado disse ainda  que a unificação legislativa pode evitar, por exemplo, entraves relacionados às questões de fronteira.

O encontro começa às 9 horas no plenarinho da Assembléia. Após a cerimônia de abertura, terá início o seminário Parlamento do Mercosul: aspectos jurídicos e institucionais e a audiência pública Questões fronteiriças no Mercosul.