O Palmeiras garantiu a participação na Copa Libertadores de 2005, ao empatar com o Fluminense por 1 a 1, neste domingo, no Maracanã. A equipe paulista acabou beneficiada pela vitória do Atlético-MG sobre o São Caetano, que mesmo se recuperar os 24 pontos no STJD, na terça-feira, não tira a vaga palmeirense.

Afinal, o Palmeiras terminou o Campeonato Brasileiro com 79 pontos, em 4º lugar. E o São Caetano, com 53, pode chegar a 77 caso o STJD lhe devolva os pontos. Esse julgamento de terça-feira interessa ao Fluminense, que ficou na 9ª colocação, com 67 pontos, e pode perder a vaga na Copa Sul-Americana para o clube do ABC paulista.

O jogo do Maracanã foi de baixa qualidade técnica, em ritmo lento, com erros de passe em demasia e pouca inspiração dos dois times. O Palmeiras tomou a iniciativa e Ricardinho, o melhor do time, quase abriu o placar no primeiro ataque. Em seguida, o Fluminense reagiu e Rodrigo Tiuí não teve sorte em conclusão de dentro da área: a bola bateu na trave.

O Fluminense abriu o plarcar aos 11 minutos, quando Ramon aproveitou cruzamento de Edmundo e completou, sem defesa, para Diego Cavalieri. Mas o Palmeiras não se intimidou. Aos 23, André Rocha cobrou escanteio da direita, Daniel desviou de cabeça e Ricardinho, de meia-bicicleta, fez um bonito gol.

A partir disso, a partida ficou chata, com erros sucessivos dos dois times. O Fluminense, que precisava da vitória diante dos resultados da rodada, não conseguia ameaçar. E o Palmeiras já estava satisfeito ao saber que o São Caetano perdia para o Atlético-MG.

Assim, a melhor chance da segunda etapa foi de Ricardinho. Ele quase garantiu a vitória do Palmeiras, aos 33 minutos, mas finalizou mal diante do goleiro Fernando Henrique.