Depois de três previsões de chegadas diferentes e mais de quatro horas de atraso, dois papamóveis desembarcaram na Base da Aeronáutica no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, às 16 horas de domingo. Os carros foram trazidos de Roma, na Itália, por um avião da Força Aérea Brasileira (FAB). ?A chegada dos papamóveis marca o início da visita de Bento XVI ao Brasil?, disse procurador da Cúria, José Rodolfo Perazzolo.

São dois veículos. Um fica na capital para transportar o papa do Campo de Marte – local onde uma missa será realizada – até o Mosteiro de São Bento, onde o papa ficará hospedado. Já o outro carro vai para Aparecida (SP) em 10 de maio, um dia antes de Bento XVI visitar a cidade.

O atraso aconteceu porque o avião precisou alterar a rota. Um controlador de vôo, que estava em Fortaleza, morreu. Como a família do funcionário mora em Guaratinguetá, no interior de São Paulo, o avião da FAB também foi utilizado para transportar o corpo. Os papamóveis saíram de Guarulhos e foram até a garagem da Polícia Federal, na Lapa, na zona oeste. Segundo a coordenação da PF, responsável pela segurança do papa no Brasil, são policiais vão dirigir os papamóveis. Por isso, eles começam o test-drive hoje.