O presidente nacional do PT, deputado Ricardo Berzoini (PT), criticou hoje os oposicionistas, que caracterizaram como interferência do Judiciário no trabalho da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Bingos a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de impedir o depoimento do caseiro Francenildo dos Santos Costa, mais conhecido como "Nildo".

De acordo com Berzoini, as declarações feitas por diversos parlamentares mostram que alguns deles aplaudem o Supremo Tribunal quando as decisões são de interesse e o atacam quando a situação se inverte.

"Tem gente no Congresso Nacional que só gosta de decisão quando o Supremo favorece", disse, acrescentando que houve uma comemoração entre esses mesmos parlamentares, quando o STF ordenou a instalação desta CPI.

"Agora que o Supremo decide limitar aquilo que prevê a Constituição em relação às CPIs, eles acusam-no de interferir." Ele defendeu ainda a idéia de que "nenhum órgão ou pessoa está acima do controle de constitucionalidade exercido pelo Supremo Tribunal Federal". "Portanto, isso é mero esperneio de quem estava fraudando a lei e agora foi colocado na linha", disse.