Embora o consórcio Via Amarela, responsável pela construção da Linha 4 do Metrô de São Paulo, afirme que o acidente ocorrido ontem foi provocado por uma anomalia geológica gerada pelas chuvas, há que atribua à falha humana o deslizamento que criou uma cratera no bairro de Pinheiros.

Para o engenheiro Mauro Lozano, da Dynamis Engenharia Geotécnica "não era para ocorrer este desastre por tudo o que a engenharia nacional dispõe de conhecimento". De acordo com ele, "é difícil imaginar que houve uma falha geológica como foi dito inicialmente". Segundo Lozano, as falhas geológicas podem ser previstas com antecedência, o que depende da profundidade das investigações geotécnicas. Para o engenheiro, "houve, infelizmente, negligência na avaliação geotécnica".