O líder do governo na Câmara, Professor Luizinho (PT-SP), admitiu há pouco que, dificilmente, haverá votação na Casa nesta semana de esforço concentrado. Professor Luizinho justificou que, na reta final da campanha eleitoral, há uma tensão entre os partidos e os candidatos e a temperatura política interfere no Legislativo. Mesmo assim, ele disse que faz uma mobilização para assegurar a presença dos deputados em Brasília com o objetivo de haver votações. Amanhã, às 11 horas, Professor Luizinho pretende reunir os líderes da base aliada para avaliar a possibilidade de votação.