Brasília ? O ministro da Fazenda, Antonio Palocci, disse que as medidas anunciadas hoje para a construção civil serão importantes para recuperar o setor. Com o anúncio de R$ 18,7 bilhões para a habitação, Palocci disse esperar que as empresas conquistem "uma dinâmica nova na produção de moradias para todos os níveis de renda" e que o Brasil possa se "apropriar dos ganhos desse setor, tão importante para a economia".

O ministro afirmou que, nesses últimos três anos, o governo tem se empenhado para criar condições para melhorar o setor. Em 2003, lembrou Palocci, a construção civil passou por um desaquecimento significativo. "No ano de 2003, quando encerramos o ano, nós olhamos as dificuldades daquele que foi o mais duro dos anos do nosso governo, um ano de ajuste, um ano de extremas dificuldades, de inflação alta, e uma preocupação grande que tivemos foi que a construção civil perdeu 7,6% do seu nível de atividade".

Palocci destacou que os investimentos do governo federal, "menos de R$ 8 bilhões em 2003", passará para cerca de R$ 19 bilhões este ano. "Eu penso que a habitação popular e a habitação dirigida à classe média vai ter um impulso bastante significativo neste ano. Esse é um ano de convocação para o setor privado para que ele possa conquistar uma dinâmica nova na produção de moradias para todos os níveis de renda", concluiu.