O Paraná vai fazer parte do projeto-piloto da Conta Satélite de Turismo Regional, coordenado pela Embratur e IBGE. Representado pela Secretaria de Estado do Turismo e Ipardes, o Paraná foi escolhido porque tem um dos melhores bancos de dados do país e dará o suporte necessário.

?Existe hoje uma maior consciência do papel do turismo como atividade produtiva, assim como a respeito de seu potencial para gerar valor agregado, empregos, divisas para o Tesouro Nacional e outros benefícios, seja diretamente ou por efeitos induzidos na economia?, disse o secretário de Estado do Turismo, Celso de Souza Caron.

A Conta Satélite de Turismo é um instrumento estatístico criado para a análise da importância econômica do turismo. O projeto da Organização Mundial do Turismo (OMT) teve seu marco conceitual aprovado pela Comissão de Estatística das Nações Unidas no ano de 2000.

A Conta Satélite permite a mensuração qualitativa e quantitativa da elaboração das políticas públicas e serve de plano para o traçado de metas. Fornece também base para a análise do impacto do turismo em variáveis sócio-econômicas fundamentais como a distribuição de renda, o nível de renda e a criação de divisas.

Em outubro, a ?Conferencia sobre la Cuenta Satélite de Turismo (CST): Comprender el Turismo y Diseñar Estratégias? vai reunir em Foz do Iguaçu aproximadamente 1.000 participantes do alto escalão do turismo internacional para discutir o tema.