O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar) da Secretaria da Saúde promove nesta sexta-feira (25) uma cerimônia festiva em homenagem ao Dia do Doador de Sangue. De acordo com o diretor do Hemepar, Wilmar Guimarães, o objetivo é reconhecer e incentivar gestos de solidariedade e agradecer publicamente as doações de sangue de forma voluntária. ?É importante estimular a cultura da solidariedade e ampliar o número e a fidelização de doadores voluntários de sangue, pois o doador é o elemento vital para a manutenção de estoque para atender os doentes que necessitem de transfusão?, explica.

Durante toda a semana, os doadores que compareceram ao Hemepar receberam uma homenagem especial. Na quarta-feira (23), a equipe do Hemepar distribuiu bexigas em um sinaleiro nas proximidades do Centro e nesta sexta-feira (25) as homenagens encerram-se com uma cerimônia festiva, na qual serão lembrados doadores voluntários, fenotipados (cuja doação é revertida para pacientes politransfundido, entre os quais estão os talassêmicos), bem como parceiros de coleta externa e doadores funcionários.

Por que doar sangue

O sangue é vital para a vida humana. Transporta nutrientes essenciais para todos os tecidos e órgãos do corpo. Sem o sangue, os tecidos morrem de inanição. Algumas doenças genéticas, como a talassemia e a anemia falciforme, afetam o sangue destruindo os glóbulos. Os portadores dessa doenças precisam de suprimentos regulares de sangue seguro para repor as deficiências. Outras situações, como cirurgias, traumatismos, hemorragias graves e partos, exigem transfusões para repor as perdas sangüíneas.

O sangue utilizado para transfusão deve provir de pessoas com boa saúde cujo sangue seja saudável. O sangue não só é um tecido vivo, como também é um tecido renovável: pessoas saudáveis têm os mecanismos para produzir mais sangue.