As novas instalações do Laboratório Central do Paraná (Lacen) serão inauguradas nesta segunda-feira, às 15h. Ao todo foram investidos R$ 10,8 milhões do Governo Federal e R$ 1,6 milhão do Governo do Paraná para construção da nova sede. A entrega ocorrerá com a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do governador Roberto Requião e do secretário de Estado da Saúde, Cláudio Xavier.

O novo Lacen, além de mais espaço, trará mais segurança para os profissionais envolvidos nas análises. “Essa nova estrutura faz do Lacen um dos laboratórios mais modernos do País”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Cláudio Xavier. Todo o sistema será eletrônico, inclusive o acesso aos laboratórios, com códigos de segurança.
A nova sede com cerca de 5 mil metros quadrados em uma área de 2 hectares substituirá a antiga, de mil metros quadrados, tombada pelo patrimônio histórico. “Queremos ampliar cada vez mais a capacidade operacional, de estudos e pesquisas do Lacen”, afirmou o diretor de Vigilância em Saúde da secretaria de Estado da Saúde, José Francisco Konolsaissen. O laboratório deverá ser referência para os produtos do Mercosul que entrarão no País.

O processo de mudança começa já na segunda-feira e o prazo máximo para que os trabalhos sejam transferidos definitivamente para a nova sede é de seis meses. “Para a transferência de cada aparelho, será necessária uma equipe qualificada”, disse o diretor do Lacen, Alfredo Benatto. Ele explica ainda que uma equipe de auditores fará o balanceamento de cada um dos aparelhos, já que está é uma operação extremamente delicada.

Para a segunda fase do projeto, que possibilitará a ampliação da capacidade de análises de medicamentos, alimentos e agrotóxicos, já estão em negociação outros R$ 6 milhões em investimentos. Atualmente o Lacen atende as 22 regionais de saúde e todos os municípios do Estado. “Outro ponto é a descentralização das ações de rotina, para que o diagnóstico laboratorial seja feito em tempo real para todas as Regionais de Saúde”, lembrou o secretário Cláudio Xavier. São realizados mais de 230 mil exames e análises laboratoriais por ano.