Os paranaenses continuam participando da Campanha do Desarmamento. Somando-se as
armas recolhidas desde dezembro de 2003, já são mais de 30 mil unidades. Quem
entrega uma arma não precisa comprovar a origem dela, mas quem é detido com uma,
terá que responder a inquérito policial.

O Paraná foi pioneiro no
recolhimento de armas e munição para posterior destruição, oferecendo
indenização de R$ 100 por arma entregue. Policiais militares e civis que fizerem
a apreensão de armas estão recebendo o mesmo valor a título de
bonificação

Desde julho de 2004, a campanha para todos os estados é
desenvolvida da Polícia Federal.