São Caetano do Sul, 10 (AE) – No sufoco, o São Caetano derrotou o Paraná nesta quarta-feira à noite e segue com chances de conquistar o título de campeão brasileiro. Aos 43 minutos do segundo tempo, o atacante Fernando Baiano marcou o gol da vitória apertada, por 2 a 1. Esta foi a sétima vitória seguida no Estádio Anacleto Campanella, e deixou o Azulão com 71 pontos, agora na quarta colocação.

O São Paulo, continua na terceira colocação, e o Palmeiras, na quinta, todos com o mesmo número de pontos. O líder é o Atlético-PR, com 76. Para o Paraná, esta derrota deixa o time no limite da zona do rebaixamento. Com 44 pontos, está na 20ª colocação, a primeira fora do descenso.

À exemplo do jogo contra a Ponte Preta, vencido por 3 a 0, o São Caetano começou impondo uma “blitz”, que na ocasião resultou em dois gols nos três primeiros minutos, e abriu o placar logo a um minuto. Marcinho recebeu lançamento longo do goleiro Luís, passou por um defensor e bateu no canto, sem chances para o goleiro Flávio.

O time paulista mandava na partida e aos 14 minutos Marcinho perdeu boa chance de ampliar. Messias falhou no corte e o meia bateu firme para boa defesa de Flávio. Mas, inexplicavelmente, o São Caetano recuou e aos 26 minutos foi castigado. A defesa falhou, pedindo impedimento, Galvão recebeu, avançou sozinho e na saída do goleiro Luís tocou por cobertura.

O empate animou os jogadores do Paraná, que partiram com força para tentar a virada. O time visitante apresentou mais volume de jogo no final da primeira etapa, principalmente devido aos erros de passe dos donos da casa. O gol, no entanto, não aconteceu.

Para o segundo tempo, o técnico Péricles Chamusca apostou em Fernando Baiano na vaga de Euller, mas a medida não deu resultados. Pouco depois, insatisfeito, foi a vez do treinador sacar o zagueiro Marco Aurélio para a entrada do meia Éder, abandonando o esquema com três zagueiros.

No Paraná, o técnico Paulo Campos optou pela manutenção do resultado e colocou o volante Goiano na partida. Com as mudanças, quem cresceu foi o Azulão. Aos 30 minutos, após grande arrancada, Fabrício Carvalho encontrou Fernando Baiano livre na direita, mas o centroavante bateu muito alto e perdeu o gol.

Outra ótima oportunidade foi criada aos 39 minutos. Ceará cruzou da direita e o baixinho Mineiro desviou de “peixinho”. O goleiro Flávio fez ótima defesa, jogando para escanteio. A pressão deu resultado e no final do jogo, o atacante Fernando Baiano decretou a vitória do Azulão. Aos 43 minutos, novamente Ceará cruzou da direita e o atacante mandou no canto direito de Flávio, de cabeça.

Na seqüência do Campeonato Brasileiro, pela 41ª rodada, o São Caetano volta a campo no próximo sábado, mais uma vez em casa, contra o Cruzeiro. O Paraná continua sua luta contra o rebaixamento em Belém (PA), no domingo, contra o Paysandu.

FICHA TÉCNICA

SÃO CAETANO 2 X 1 PARANÁ

São Caetano – Luís; Dininho, Gustavo e Marco Aurélio (Éder); Ceará, Marcelo Mattos, Mineiro, Marcinho e Triguinho (Lúcio Flávio); Euller (Fernando Baiano) e Fabrício Carvalho. Técnico: Péricles Chamusca.

Paraná – Flávio; Etto, Emerson, João Paulo e Edinho (Canindé); Messias, Beto, Cristian e Vicente; Marcel (Goiano) e Galvão (Sinval). Técnico: Paulo Campos.

Gols: Marcinho a 1 minuto e Galvão aos 26 minutos do 1º tempo; Fernando Baiano aos 43 minutos do 2º tempo.

Árbitro: Jamir Carlos Garcez (DF).

Público e renda: não disponíveis.

Cartão amarelo: João Paulo, Fabrício Carvalho, Lúcio Flávio e Etto.

Local: Estádio Anacleto Campanella, em São Caetano do Sul (SP).