O Paraná segue com 100% de aproveitamento na competição. Na fria noite de Caxias do Sul, o time paranaense esquentou a chapa pra cima do Juventude e venceu, de virada, por 2 a 1, gols de Josiel e Adriano para o tricolor da Vila e Da Silva descontando para os donos da casa.

Dispostos a apagar a má estréia contra o Corinthians, o Juventude partiu pra cima do Paraná logo nos primeiros minutos. Todavia, a falta de qualidade no ataque gaúcho facilitava a vida do goleiro Flávio e de sua zaga. Só aos 14 minutos que o Juventude efetivamente levou perigo ao Paraná, num escanteio batido que quase enganou o arqueiro paranista.

Após este susto, o time paranaense acordou e passou a igualar a partida. Josiel, num canudo de fora da área, levou perigo ao gol de Michel. Dois minutos depois, Joelson carimbou a trave do gol do Juventude. E aos 25, Luís Henrique assustou a torcida adversária ao cabecear por sobre o gol de Michel.

As três chances seguidas do Paraná mexeram com o ânimo dos jogadores do Juventude, que sentiram a pressão e permitiram que o tricolor paranaense tocasse a bola sem ser incomodado. Apesar de ter mais a posse de bola, a equipe paranista não concluía com eficácia ao gol, permitindo que o placar do primeiro tempo permanecesse inalterado.

Vira-vira

Apesar de começar melhor o segundo tempo, logo no início o Paraná foi surpreendido e tomou o gol. Após um vacilo de Vinicius Pacheco no ataque, o Juventude saiu num rápido contra-golpe e Da Silva saiu na cara de Flávio, que nada pôde fazer para evitar o gol.

Sem se abalar com o placar adverso, o time paranista tocava a bola e sabia que o gol seria questão de tempo. Aos 15 minutos ele veio. Josiel se livrou da marcação e só teve trabalho para tocar para o fundo das redes de Michel.

O Paraná seguia mandando no jogo e quase ampliou aos 31 minutos, quando o zagueiro Cedrola errou o chute e por pouco não faz um gol contra. Poucos minutos depois, o tricolor perdeu uma chance incrível. Everton ficou frente-a-frente com o goleiro e chutou em cima dele. O rebote ficou com Renan, que não foi fominha e tocou novamente para Everton, que chutou em cima do zagueiro.

Mesmo com as chances desperdiçadas, o tricolor da Vila seguia criando boas jogadas, até que, aos 43 minutos, a insistência paranista foi premiada com Adriano, que se aproveitou um vacilo da retaguarda gaúcha e bateu forte decretando o vira-vira no estádio Alfredo Jaconi.

Até os minutos finais, o Paraná tratou de segurar o jogo até o apito final. A vitória joga o Paraná na co-liderança da competição, ao lado do Atlético-PR, com 100% de aproveitamento. Essa partida marcou a despedida de Zetti do comando técnico do tricolor. Para seu lugar, vem Pintado.