Quem presenciou o desfile de 7 de setembro, em Curitiba, deve ter notado a farda dos soldados do 20.º Batalhão de Infantaria Blindado. O modelo utilizado no desfile é o mesmo da data da fundação da unidade, 6 de outubro de 1942. Tendo ocupado inicialmente a sede provisória na Praça Rui Barbosa, transferiu-se em 1942 para o aquartelamento do Bacacheri, onde permanece até hoje.

Na época da fundação, o grupamento utilizava os uniformes como regia regulamento do Exército Brasileiro. Ele era composto da seguinte forma: capacete francês Adrian modelo 1915, com uma característica diferenciada dos demais da época, contendo uma “crista de galo” em seu topo – era revestido de cortiça e couro, no tom verde fosco. A túnica era de brim no tom verde claro, enquanto que a calça tinha estilo culote e de cor verde escura. Os soldados também tinham que usar suspensório de lona para as praças com 4 porta-carregadores em cada lado do cinto. O armamento utilizado à época era um fuzil 7mm, modelo Mauser – fabricação de 1908, na cidade alemã de Oberndorf.

O 20.º BIB é subordinado à 5.ª Região Militar. Tem um efetivo de 977 homens, possui 4 companhias de fuzileiros blindados, um pelotão administrativo, um núcleo de preparação de oficiais da reserva e uma banda de música.