Os acidentes são a principal causa de morte de meninos e meninas entre 1 e 14 anos de idade no Brasil. O dado é da organização não-governamental (ONG) Criança Segura, que no próximo domingo promove o Dia da Prevenção de Acidentes com Crianças, com ações em diversos pontos do país.

Em Curitiba, até quinta-feira, será realizada uma oficina de prevenção com quarenta guardas municipais que atuam no Projeto Guarda Municipal Mirim. “Dos acidentes que levam a óbito, pelo menos 90% poderiam ser evitados com atitudes de prevenção. A oficina está sendo voltada aos guardas municipais porque eles têm um potencial multiplicador de informações muito grande, além de uma relação direta com a comunidade. Eles atuam no cotidiano da comunidade e podem contribuir na conscientização para que os acidentes sejam evitados”, diz a coordenadora de projetos da Criança Segura, Ingrid Stammer.

Do total de acidentes que causam a morte de crianças, os acidentes de trânsito representam 40%. Este foi mais um motivo para que os guarda municipais, que atuam nas entradas e saídas de escolas, fossem os escolhidos para participar da oficina promovida pela ONG.

“No trânsito as crianças são vítimas de atropelamentos e podem sofrer ferimentos por estarem sem cadeirinha de transporte adequada nos veículos ou sem cinto de segurança”, comenta Ingrid.

Quando não matam, os acidentes podem deixar sequelas físicas e emocionais. Dicas sobre como evitar que crianças sejam vítimas de acidentes domésticos ou não podem ser conhecidas no site www.criancasegura.org.br.